O preço não tem nada a ver com o custo do produto. Quem define o preço é o mercado”, disse um executivo da Mercedes-Benz, para explicar porque o brasileiro paga R$ 265.00,00 por uma ML 350, que nos Estados Unidos custa o equivalente a R$ 75 mil.

“Por que baixar o preço se o consumidor paga?”, explicou o executivo.

Participe no Protesto!

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Porsche é primeira marca a reduzir preços após anúncio do novo regime automotivo

http://revistaautoesporte.globo.com/Revista/Autoesporte/1,,EMI321722-10142,00.htmL

Boxster passa de R$ 349.000 para R$ 299.000; Panamera S fica R$ 200 mil mais barato


Porsche mais em conta no Brasil, Boxster passa a custar R$ 299 mil
O anúncio do novo regime automotivo brasileiro, o Inovar-Auto, trouxe uma série de dúvidas sobre como (e se) o consumidor seria diretamente beneficiado no curto prazo. A primeira resposta prática acaba de ser anunciada. Mas, infelizmente, fica restrita a um segmento muito específico - o de carros premium.

A Porsche divulgou a redução de preços dos automóveis vendidos no Brasil. Com isso, o Boxster, modelo mais barato da gama, passa de R$ 349 mil para R$ 299 mil - quase 15% mais em conta. Na outra ponta da tabela, o Panamera Turbo S sai da casa do milhão: agora é vendido por R$ 949 mil, em vez de R$ 1,149 milhão. Uma queda de R$ 200 mil. Outro exemplo vem da linha Cayenne, que conta com quatro versões no país. A V6 sai por R$ 299 mil, ante os R$ 339 mil cobrados até o momento. Já a Turbo cai de R$ 699 mil para R$ 599 mil.



Panamera Turbo S tem redução de R$ 200 mil no preço e sai da casa do milhão - sai por R$ 949.000
De acordo com a assessoria de imprensa, os valores retomam o patamar praticado em 2011, antes da implantação do "Super IPI", que somou 30 pontos percentuais ao custo dos veículos. Mas leva em conta a variação cambial e a atualização de modelos. Isso é possível porque uma das novidades Inovar-Auto é o sistema de cotas para importadoras. Ele prevê um teto de 4.800 unidades importadas sem a sobretaxa (de 30 pontos percentuais) por ano para cada empresa - o número foi estabelecido com base na média das vendas registradas de 2009 a 2011. A regra é válida a partir de 2013, mas a Stuttgart preferiu antecipar a adoção da nova tabela.

No ano passado, a importadora atingiu o recorde de vendas no país: ao todo, trouxe 1.134 Porsche. O volume foi de 911 unidades em 2010 e de 552, no ano anterior. Isso significa que a média de emplacamentos nos últimos três anos foi de 865 unidades, ou seja, a cota de 4.800 modelos dá uma boa margem para a Stuttgart trabalhar. A expectativa para 2012 é atingir 600 carros.

Confira a nova tabela da Porsche no país.

Boxster - R$ 299.000
Boxster S - R$ 379.000
911 Carrera S Coupé - R$ 549.000
911 Carrera S Cabriolet - R$ 609.000
911 Carrera 4S - R$ 609.000
Cayenne V6 - R$ 299.000
Cayenne S - R$ 399.000
Cayenne GTS - R$ 499.000
Cayenne Turbo - R$ 599.000
Cayenne Turbo S - R$ 799.000
Panamera V6 - R$ 399.000
Panamera S - R$ 559.000
Panamera 4S - R$ 599.000
Panamera GTS - R$ 649.000
Panamera Turbo - R$ 769.000
Panamera Turbo S - R$ 949.000

Nenhum comentário:

Postar um comentário